Translate

Resenha de Livro

Um Gato de Rua Chamado Bob - James Bowen

Resenha de Livro

A Livraria 24hrs do Mr. Penumbra - Robin Sloan

Resenha de Livro

O Príncipe da Névoa - Carlos Ruiz Zafón

Resenha de Livro

Cidade dos Anjos Capidos - Cassandra Clare

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Concurso Cultural: Compartilhando Histórias

Vocês sabiam que hoje é o Dia do Autor Nacional? E que tal comemorar esse dia junto à editora Novo Conceito e ao autor Maurício Gomyde (A Máquina de Contar Histórias) e ainda concorrer a um Kindle?! É bem fácil participar: envie para promocao@grupoeditorialnovoconceito.com.br uma foto de um grande momento da sua vida, junto com a história dessa imagem. As duas fotos mais legais, avaliadas pelo próprio Maurício Gomyde, ganharão um Kindle cada!

O envio das fotos e histórias será aceito até dia 4 e o resultado divulgado dia 8 de agosto, às 16hrs. Não vai ficar de fora, não é?

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Assista ao 1º trailer de 50 Tons de Cinza


Foi divulgado nesta manhã de quinta-feira o primeiro trailer oficial do longa 50 Tons de Cinza, previsto para ser lançado dia 13 de fevereiro de 2015. A trama narra o relacionamento altamente erótico entre Christian Grey (Jamie Dornan) e Anastasia Steele (Dakota Johnson). O elenco também conta com nomes como Jennifer Ehle, Victor Rasuk, Luke Grimes e Max Martini e é dirigido por Sam Taylor-Johnson. (Sinopse do site Cabine Literária)

O filme é baseado na trilogia homônima escrita por E.L. James e lançada no Brasil pela editora Intrínseca.


Reconheceram a música de fundo? Nada menos que Crazy In Love da Beyonce!

sexta-feira, 18 de julho de 2014

[CANAL] Harry Potter e a Câmara Secreta - J.K. Rowling

Título Original: Harry Potter and the Chamber of Secrets
Título Brasileiro: Harry Potter e a Câmara Secreta
Autor(a): J.K. Rowling
Ano: 2000
Editora: Rocco
Páginas: 288
Sinopse: Os Dursley foram tão mesquinhos e abomináveis durante aquelas férias de verão, que Harry Potter só queria voltar para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Na hora em que está arrumando as malas, contudo, ele recebe um aviso de um elfo estranho chamado Dobby, que diz que se Harry Potter voltar a Hogwarts haverá uma catástrofe. E ela, de fato, acontece. No segundo ano de Harry em Hogwarts, surgem novos tormentos e horrores. Agüentar o arrogante professor de Defesa Contra a Arte das Trevas, Gilderoy Lockhart, driblar o assédio do coleguinha deslumbrado que a todo custo queria fotografá-lo e conseguir um autógrafo, ignorar a tí­mida paixão e desviar da atenção indesejada de Gina Weasley, e suportar as lamúrias da Murta que Geme, um espí­rito que ocupa o banheiro das meninas, não é exatamente a melhor coisa que podia acontecer a Harry, mas, sem dúvida alguma, isso representa muito pouco diante do grande mistério que envolve a petrificação de alguns estudantes da escola. Quem ou o que estaria por trás daquelas ocorrências assustadoras? Seria Draco Malfoy, mais venenoso do que nunca? Talvez Hagrid, cujo misterioso passado é finalmente revelado? Ou o responsável por todo o pânico e tumulto seria aquele de quem todos na escola suspeitam… o próprio Harry Potter? Como descobrir e eliminar definitivamente a ameaça que está aterrorizando Hogwarts?

terça-feira, 15 de julho de 2014

[CANAL] Harry Potter e a Pedra Filosofal - J.K. Rowling

Skoob
Título Original: Harry Potter and the Philosopher's Stone
Título Brasileiro: Harry Potter e a Pedra Filosofal
Autor(a): J.K. Rowling
Ano: 2000
Editora: Rocco
Páginas: 263
Sinopse: Harry Potter é um garoto comum que vive num armário debaixo da escada da casa de seus tios. Sua vida muda quando ele é resgatado por uma coruja e levado para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Lá ele descobre tudo sobre a misteriosa morte de seus pais, aprende a jogar quadribol e enfrente, num duelo, o cruel Voldemort.


segunda-feira, 14 de julho de 2014

Princesa Mecânica [As Peças Infernais] - Cassandra Clare

Título Original: ClockworkPrincess: The Infernal Devices
Título Brasileiro: As Peças Infernais: Princesa Mecânica
Autor (a): Cassandra Clare
Ano: 2013
Editora: Galera Record
Páginas: 430
Sinopse:Continuação de Príncipe mecânico, “Princesa Mecânica” é ambientado no universo dos Caçadores de sombras, também explorado na série Os Instrumentos mortais, que chega agora ao cinema. Neste volume, o mistério sobre Tessa Gray e o Magistrado continua. Mas enquanto luta para descobrir mais sobre o próprio passado, a moça se envolve cada vez mais num triângulo amoroso que pode trazer consequências nefastas para ela, seu noivo, seu verdadeiro amor e os habitantes do Submundo.


Primeiramente gostaria de pedir mil desculpas pelo atraso com as resenhas, por ter muito o que estudar fiquei presa, e depois quando finalmente entrei de férias, fiquei doente... Mas agora voltei, e se tudo der certo as resenhas atrasadas estarão aqui antes de eu voltar as aulas, e mesmo quando voltar vou me programar para não me atrasar novamente.

Enfim, aqui está o fim da saga de As Peças Infernais, com seu último livro Princesa Mecânica, trazendo nossos queridos personagens Tessa, Will e Jem de volta, para nos fazerem rir e chorar, mais chorar do que rir, mas ainda amamos eles.

Nesse último livro, Tessa está em treinamento para se preparar contra os autômatos que o Magistrado continua a enviar contra os Caçadores de Sombras, enquanto tenta descobrir seu misterioso passado, e nesse meio tempo também está noiva de Jem, o que deveria deixa-la ao menos um pouco feliz, mas com todos os problemas e com seu coração ainda dividido por gostar de Will, não há espaço para felicidade.

“Tentou se lembrar do treinamento – todas aquelas horas com Gideon conversando cuidadosamente sobre calibração, velocidade e punho – mas, no fim das contas, o que pareceu conduzir o longo pedaço de metal para o tronco da criatura foi puro instinto.” Pág. 45.

Jem continua piorando cada vez mais com sua doença mortal, tentando ao máximo sobreviver para aproveitar Sua vida com Tessa, mas como tudo não é fácil, se tornando mais fraco e deixando Will cada vez mais preocupado, e sem saber o que fazer para ajudar o seu amigo. Will também está sofrendo seu dilema, entre ajudar Jem, e o noivado de Tessa com o mesmo, seu coração também fica dividido entre seus dois grandes amores.

Outros queridos personagens retornam, Gideon e Gabriel agora estão do lado de Charlotte após a traição de seu pai, e Henry junto com nosso querido Magnus trabalham juntos na expectativa de construir algo para parar com os autômatos do Magistrado, uma morte um tanto quanto comovente nos aguarda e um novo casal se forma mesmo ao meio de uma terrível guerra.

“- Sabe aquela sensação – disse ela - , quando você está lendo um livro, e percebe que vai acontecer uma tragédia? Você sente o frio e a escuridão se aproximando, vê a rede se fechando em torno das personagens que vivem e respiram nas páginas.” Pág. 61.

Com um decorrer rápido e detalhado, Princesa Mecânica fecha a saga de As Peças Infernais, nos dando um final maravilhoso, que nos faz confundir alguns sentimentos quanto ao final do livro, alguns personagens possuem uma mudança drástica e forte em suas personalidades, enquanto outros continuam sendo como são, mas sem perderem suas qualidades que nos fazem adora-los.


O final não deixa a desejar de nenhum jeito, não tenham medo de aventurar-se a lê-lo, apenas se você não quiser acabar de ler, o que todos sofremos quando temos em mãos o último livro de uma saga que amamos, mas com o final maravilhoso e surpreendente, não deixe de ler, quando sentir saudades se seus personagens queridos poderá sempre ler novamente, e sofrer novamente também, mas sempre por uma boa causa.



domingo, 13 de julho de 2014

Do Livro Para a Mesa: Cerveja Amanteigada

"Harry bebeu com gosto. Era a coisa mais deliciosa que já provara e parecia aquecer cada pedacinho dele, de dentro para fora."  Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban
Domingo, final de copa e o que eu e minha prima fazemos enquanto a bola rola? Cerveja Amanteigada, claro! A bebida quente e espumante que Harry e seus amigos conhecem em seu terceiro ano em Hogwarts gera muita curiosidade entre os fãs da saga, e há diversas receitas pela internet ensinando a fazê-la. Decidimos arriscar e escolhemos uma das milhares para testar. E não é que ficou bom?

Escolhemos fazer a receita que apareceu no canal da Capricho, uma versão gelada da bebida que talvez combine mais com o clima quente brasileiro. Vocês podem conferir Paula Buzzo fazendo neste link, mas não se preocupe, iremos ensinar a vocês passo-a-passo como fizemos.

Você vai precisar de:
100 gramas de sorvete de creme fora da geladeira (5 colheres de sopa);
1 colher de sopa de manteiga meio mole (usamos manteiga mesmo, não margarina);
40 ml de acúçar mascavo (mais ou menos 3 colheres de sopa);
1/2 colher de chá raso de canela;
1/2 copo de suco de maçã misturado com 1/2 copo de água com gás.

Modo de fazer:
- Em um recipiente fundo, peneire o açúcar mascavo para que não fique com pedrinhas. Se após peneirar o conteúdo do açúcar mascavo diminuir consideravelmente, acrescente mais uma colher de sopa.
- Adicione a canela e a manteiga e misture até formar um creme. Quanto mais claro e homogêneo melhor.
- Adicione o sorvete e misture novamente. O sorvete tem que ser por último para que não congele a manteiga e assim empelote o creme.
- Reserve no congelador para obter consistência mais cremosa (o tempo varia do congelador e da moleza do creme após misturar. Nós deixamos o creme por volta de 15 minutos).

Montagem:
É agora que a bebida vai ficar parecida com a Cerveja Amanteigada. Em um copo/caneca, misture a água e
o suco de maçã. Não encha até a boca para não faltar espaço para o creme. A seguir, derrame o creme em cima, com cuidado para não misturar com o suco. Sugiro não acrescentar todo o creme de uma vez, para que a camada dele não fique muito grossa, ou quando você for beber não sentirá o suco. Vai acrescentando o creme conforme você bebe. ;)

Avaliação da Receita:
Admito que todos aqui em casa estávamos com o pé atrás com a receita, que nada mais é, na verdade, que uma releitura da verdadeira Cerveja Amanteigada, mas no final nos surpreendemos positivamente. É doce com um fundo cítrico para equilibrar, ficou bem gostoso embora um pouco enjoativo - a caneca que fizemos deu para três pessoas. Não é algo para se beber muito ou todos os dias, mas uma bebida diferente e gostosa em pequenas doses para se fazer ocasionalmente. O que menos agradou, na verdade, foi a gordura da manteiga. Uma dica: o creme que vai por cima também fica muito gostoso com leite quente.

E ai, vocês já fizeram alguma receita dessa em casa? O que acharam?

Vinte Garotos no Verão - Sarah Ockler

Título Original: Twenty Boy Summer
Título Brasileiro: Vinte Garotos no Verão
Autor(a): Sarah Ockler
Ano: 2014
Editora: Novo Conceito
Páginas:
Sinopse: Quando alguém que você ama morre, as pessoas perguntam como você está, mas não querem saber de verdade. Elas buscam a afirmação de que você está bem, de que vocêaprecia a preocupação delas, de que a vida continua. Em segredo, elas se perguntam quando a obrigação de perguntar terminará (depois de três meses, por sinal. Escrito ou não escrito, é esse o tempo que as pessoas levam para esquecer algo que você jamais esquecerá). As pessoas não querem saber que você jamais comerá bolo de aniversário de novo porque não quer apagar o sabor mágico de cobertura nos lábios beijados por ele. Que você acorda todos os dias se perguntando por que você está viva e ele não. Que na primeira tarde de suas férias de verdade você se senta diante do mar, o rosto quente sob o sol, desejando que ele lhe dê um sinal de que está tudo bem.

"O cosmos pode ser tão cruel."
Eu quase desisti e troquei o terceiro livro da Maratona Literária. Não por ele ser ruim ou algo do tipo, mas por me sentir próxima de uma maneira não muito agradável da história. As referências foram muito fortes, resultando numa uma leitura melancólica e agridoce (explicarei um pouco melhor mais para frente). Eu dei uma segunda chance ao livro e consegui ler até o fim.

Anna mora em Nova Iorque - o estado, não a cidade - e seus melhores amigos de todos os tempos são dois irmãos e vizinhos, Frankie e Matt. Anna é apaixonada por Matt, só que ninguém sabe disso, afinal, eles são praticamente irmãos e Matt sendo dois anos mais velho estará partindo para faculdade naquele outono. Quando ela já estava conformada a viver seu amor apenas em seus sonhos, em seu aniversário de 15 anos o impossível acontece: à sombra da cozinha, longe da vista de todos, Matt a beija, abrindo chance a todas as possibilidades outrora impossíveis. Ela só não contava que semanas depois Matt, seu querido Matt, não estaria mais com eles e a deixaria com o peso de uma promessa feita em segredo que ela se esforça a cumprir.
"Às vezes acho que nos sentimos culpados por estarmos tristes, e, assim que nos pegarmos agindo como se tudo estivesse certo, alguém se lembra de que nada está certo."
Um ano após o acidente que mudou a sua vida e a vida da família de Frankie, tudo parece estar voltando ao normal - exceto que Frankie mudou e os pais dela parecem não se importar - e ela os acompanha na viagem anual à Califórnia. O lugar é cheio de lembranças, e Anna se pergunta se não voltaram cedo demais e se ela não está sendo uma intrusa ali. Mas talvez a casa de praia cheia da presença dele seja exatamente o que todos estejam precisando para dar continuidade às suas vidas.

Matt me lembra muito uma pessoa querida que partiu cedo demais este ano. Ambos amados, ambos brilhantes e apenas iniciando sua vida cheia de promessas, brutalmente arrancados de nós sem que esperássemos, tão rápido quando um piscar, sem que pudéssemos nos despedir. Foi difícil, especialmente porque os dois primeiros capítulos se passam antes do derradeiro acidente, conhecemos um pouco Matt antes de tudo.
"Tudo o que consigo fazer e tentar pegar meu diário, meus pensamentos escritos como filhos perdidos de minha alma."
Apesar da minha carga emocional ligada ao livro, apesar de eu precisar respirar fundo algumas vezes, apesar de ser impossível de me controlar e chorar nas páginas finais, eu gostei do livro. Ele fala sobre a perda, como as pessoas reagem individualmente a ela e como isso afeta no âmbito familiar. E também fala da superação, de encarar nossa dor e não fugirmos dela - adiar só irá nos fazer mal. Não é uma narrativa densa, ao contrário, apesar do tema delicado, Ockler teve a habilidade de fazê-lo de uma maneira delicada e natural, já que a protagonista é uma garota de 16 anos que tenta aproveitar o verão, por mais que a lembrança do antigo amor se faça presente quase o tempo todo.

É um drama bem explorado, com um enredo bem desenvolvido e personagens que te conquistam mesmo quando eles agem feito um idiota (oi, Frankie, estou falando de você). É lindo e emocionante, em meio às desventuras das duas amigas durante suas primeiras férias de verão após-Matt, em que eles estão aprendendo sobre elas mesmas além de lidar com o peso da tristeza e com aquele espaço vazio em suas vidas que nunca realmente irá deixá-las.

Foi bom eu ter insistido na leitura e finalizado-a, de verdade. O final é uma espécie de alívio. Rola muita tensão no livro, o peso das palavras não ditas, as ações "forçadas", e então, no final, a harmonia finalmente começa a aparecer e as cosias começam a ocupar o seu lugar correto. É como se você respirasse novamente após prender o ar durante muito tempo.
"(...)tinha tanto medo de apagar Matt... mas agora sei que jamais serei capaz de apagá-lo. Ele sempre fará parte de mim - só que de uma maneira diferente."
Avaliação:

A música que escolhi para acompanhar a resenha é Gone Too Soon, da banda Simple Plan. A música me foi apresentada pela Dani do blog Um Livro e Eu. A letra, a melodia, se encaixa como uma luva feita sob medida. Oh I miss you now (Oh, sinto sua falta agora) / I wish you could see (Eu gostaria que você pudesse ver) / Just how much your memory (O quanto a sua memória) / Will always mean to me (Sempre significará para mim) / In a blink of an eye (Em um piscar de olhos) / I never got to say goodbye (Eu nunca pude dizer adeus)